Apanhado em flagrante pela minha querida esposa.

Dezembro 2008
A nossa Autocaravana faz este mes um ano, percorremos até á data 15.500kms.
Esta vida de Autocaravanista, embora muito gratificante, requer da parte de quem a vive, especial aptidão, entendimento natural de todas as situações, uma extrema e apurada visão do que o rodeia, e em muitos casos, rapidez e sangue frio quando decisões de alto risco necessitam de ser tomadas.
A solução e execução das decisões tomadas, devem ser deixadas ao cargo daquele que se intitula o “Capitão” da Autocaravana, no nosso caso EU.
Hoje de manhã depois de tomar o pequeno-almoço sai para fora da autocaravana e, depois de observar por um pouco a mesma, reparei que os espelhos retrovisores e os vidros das janelas estavam realmente diferentes do dia em que a fui buscar ao Stand.
Uma decisão tinha que ser tomada...como Capitão absoluto desta viatura, logo pus em prática toda a minha experiencia adquirida nesta longa vivencia de situações que ocorrem no dia a dia do Autocaravanismo.
Não havia justificação para alertar a minha querida esposa pelo que decidi agarrar “o touro pelos cornos”.
Sem dar nas vistas, entrei na Autocaravana, agarrei no spray limpa vidros, alguns papéis e sem mais pensar dei comigo a limpar os espelhos e as janelas desta nossa casa com rodas.
Nunca teria imaginado que em tão pouco tempo (um ano) os vidros pudessem ficar neste estado.
Enfim, tudo teria corrido bem se eu não tivesse sido apanhado em flagrante pela minha querida esposa, que tinha ido fotografar pássaros ali perto e, por coincidência, a caminho da Autocaravana deu comigo nesta “altamente comprometedora” situação.
Sem hesitar ou tão pouco avisar, logo apontou e disparou...e assim registou um momento que eu jamais poderei negar. Eu, José Rebelo, a limpar as janelas da Autocaravana.




Blog do companheiro Antonio Braga.

Viver e partilhar
Partilhar momentos , imagens, sons, ideias, dar a conhecer, trocar impressões, dicas, caravanismo, campismo, pôr de lado tudo que é norma, sem perder a razoabilidade, nem o CIVISMO, pura e simplesmente VIVER.


http://amsbraga.blogspot.com/



Os dizeres do cabeçalho deste Blog captaram a minha atenção não pela simplicidade das palavras, mas pela grandeza do seu conteúdo.
Este titulo seguido á regra e uma receita médica segura e comprovada para uma vida longa e saudável.
Para mim o Autocaravanismo é sem dúvida viver uma vida dentro da vida que já existia.
Com o passar do tempo ultrapassam-se as barreiras aborrecidos que são a arte de dominar as coisas mecânicas (painéis solares, baterias, etc.) inerentes a esta vida de Autocaravanista .
Depois desta parte dominada a transformação pessoal acontece naturalmente. Não tarda nada vamos dar connosco (homens e mulheres de barba rija) a fazer coisas que (na outra vida) eram por nós consideradas ridículo. Coisas como dirigir-se a estranhos e começar a falar com se ali já houvesse uma amizade de longos anos, aceitar ideias e opiniões de outros, reconhecer que afinal nem sempre temos razão etc.
Necessidade de dar a conhecer e a partilhar sensações, sentimentos, sítios únicos e alguns segredos íntimos.
Já ando nessa vida há muitos anos e ainda não me consegui aborrecer...quando penso que estou quase a eliminar as hipóteses de me entreter, algo aparece e tudo começa de novo.
O meu novo hobby é um derivado daquilo que para mim foi sempre uma paixão, a fotografia. Agora reparo que todos estes anos não deram atenção a um outro mundo que existe debaixo do nosso nariz, o mundo da fotografia Macro. Incrível aquilo que eu até aqui não via, pequenas flores, insectos etc. Tudo isto visto (aumentados umas quantas vezes) são simplesmente elementos fantásticos deste mundo (pelo menos por mim) desconhecido.
Isto para dizer que o Autocaravanismo proporciona a paz de espírito e o desprendimento mental propício para a assimilação de toda ela uma nova forma de ver e sentir o mundo que nos rodeia, sim aquele mundo onde vivemos, calcamos e respiramos mas nunca tivemos a “paz de espírito” para apreciar.
Leiam novamente o título do nosso companheiro António Braga e reparem que tudo se enquadra na frase que eu uso como fórmula para pessoalmente ser feliz: Viver a Vida Vivo.
A conversão de”Pessoa “em “Autocaravanista” só está completa quando o boletim meteorológico diz que vai estar a chover, um frio de rachar, ventos ciclónicos e até vai cair neve perigosa nas estradas neste fim de semana .... e um homem diz para a mulher (no meu caso ultimamente é a mulher que diz para o homem ) EM CASA É QUE EU NÃO FICO, enche os tanques da AC com agua e vamos mas é sair de casa...Só nesta situação é que o doutor passa o certificado de “apanhado pela doença do Autocaravanismo”. Embora contagiosa, por norma, esta doença não é fatal.
Principais sintomas são: ataque cardíaco da conta bancária e por conseguinte rápido emagrecimento da carteira. Por norma a saúde restabelecesse por volta do fim do mês.
Aqui fica um exemplo do meu novo hobby (uma fotografia macro ) de uma planta que mede 1cm sim não me enganei, 1cm.
Já me esquecia de dizer, Não de esqueçam de: Viver a Vida Vivos.


José rebelo . “apanhado pela doença do Autocaravanismo”.



P.f. repeitar o copyright jose rebelo

De: Vitor Gaspar [mailto:gasparvitor@sapo.pt]

Click

Contribuição do Companheiro : Vitor Gaspar




e mail de: jbmendes

AUTOCARAVANAS(label)

Caro companheiro José Rebelo, nota-se a paixão com que vive o autocaravanismo. Até conseguiu descobrir a veia poetica que há em sí. O sacrificio com que transformou meticulosamente as carrinhas em autovivendas, esperando ansiosamente pela derradeira hora de conseguir a sua autocaravana de fábrica, dos seus sonhos. Parabéns, é um avião.Cumprimentosjbmendeswww.autocaravanista.blogspot.com

RE: email by Jose Rebelo

Caro companheiro Mendes, obrigado pelas boas palavras e encorajamento na parte da” veia poética”...
O seu blog é uma boa contribuição para todos os Companheiros autocaravanistas e também para todos os outros que pensam que pessoa s como nós somos um derivado de alguma raça estranha...
O seu blogo mostra uma paixão pelo nosso Pais que é de louvar.
Eu sinceramente espero que o seu blog (e todos os outros do mesmo género) sirvam para envergonhar estes senhores das Autarquias (fazedores de leis contas Autocaravanas).
Eles que se gabam de ser os únicos amantes da nossa terra e da nossa gente para ganharem acesso ao “poleiro” e depois descriminam a torto e a direito os Caravanistas para benefício das amizades (as mesmas que os puseram no poleiro).
Neste Natal seria uma boa ideia enviar a estes senhores uns postais de natal com as fotografias de sinais (ilegais) de proibição às Autocaravanas com a seguinte mensagem:
“Os Autocaravanistas Portugueses desejam um Bom Natal a todos os fazedores de leis de estacionamento no nosso querido Portugal. Fazemos votos que o Pai Natal nunca se lembre de por uma Autocaravana no vosso sapatinho, pela simples razão de que nós não desejamos a ninguém os sacrifícios que os Autocaravanistas passam para parar as Autocaravanas.”
Depois de escrever estas palavras fiquei a pensar que se estes Autarcas tivessem Autocaravanas era garantido que as leis (rapidamente) mudariam para nosso bem.
Cumprimentos daqui da minha Família para todos em Portugal e: Não de esqueçam de Viver a Vida Vivos.
José Rebelo

Serei o único???


Será que sou o único Português com Autocaravana na Austrália? Até me provarem o contrário vou pensar que sim.
Depois só tenho que registar o facto no Guiness book...

Aqui existem Autocaravanas luxuosas, mas muitas são “coisas” transformadas e adaptadas ao gosto pessoal.
Algumas Autocaravanas num sitio onde costumo parar e pernoitar (fica a 100km da minha casa).

Sydney Views from Berry Island Reserve.

Berry Island Reserve
Trabalhar na zona de Sydney e arredores,tem as suas vantagens.
Todos os dias passo por zonas maravilhosas, por vezes nao consigo resistir e paro para registar o momento.

Vistas de Sydney do lado de Berry Island Reserve.



Filhote de Rainbow Lorikeet.

Adulto Rainbow Lorikeet.

Autocaravana Tranformada pela segunda vez.

Fotos from www.robgray.com
This is the second time Rob Gray builts this BIG motorhome, see all details in his site.




Os vossos emails...



Impressionante o número de Portugueses que me encontram na Internet através do meu site ou Blog ou similar, Mais impressionante (para mim) é que se dão ao trabalho de me escrever para agradecer as ideias ou para conversar um pouco sobre autocaravanas.
Normalmente são pessoas que estão nos primeiros passos ora de obter uma carrinha para transformar ou quase a entrar neste mundo com uma Autocaravana que vão comprar (por norma em segunda mão).
Fico sempre muito contente por poder manter uma ligação com o meu Portugal e a sua gente e principalmente nesta área que faz parte da minha (nossa) vida, e é sem dúvida para aquilo que eu e a minha família de quatro elementos vivemos.
Fico sempre contente quando sei que esta minha paixão tem um novo aficionado, no entanto não consigo deixar de ter pena ou melhor, ficar preocupado com a situação destes novos Autocaravanistas, pois eu sei que isto é uma paixão que se torna num vício.
Este vicio apodera-se da nossa maneira de pensar e de ver o mundo, apodera-se das nossas decisões em termos de onde vamos passar as férias e os fins-de-semana, apodera-se dos temas de conversa que temos com outras pessoas e principalmente apodera-se também da (no meu caso) minha magra carteira!
Como ambos trabalhamos e as nossas filhas estão na escola, durante a semana vivemos (arrastamo-nos) na esperança que a sexta feira á tardinha não demore muito a chegar. E...normalmente chega por volta das cinco da tarde...de sexta-feira!
Depois de colocar os bifes no frigorífico, encher os tanques com água limpa e repor meias e cuecas lavadas nos armários, começo a contar os minutos que a Ana vai demorar a chegar a casa com as crianças para que possamos arrancar.
A Ana chega! (já ouço as minhas filhas e a minha querida esposa! aos gritos e á porrada dentro do carro) Já vejo a Ana com os olhos raiados de sangue e as veias empoladas nas cordas da garganta, depois vejo as minhas filhas que agora saem do carro, todas despenteadas e borradas depois de um dia normal na escola...estas, entram directamente para a Autocaravana onde já tenho na pausa um DVD com desenhos animados pronto a acalmar as feras (depois tomam banho ,mais logo, na Autocaravana).
A Ana vai a correr tomar um duche (depois de um dia na sala de operações, ela gosta de se desinfectar), a adrenalina apodera-se de mim e faz-me tremer com as chaves da ignição na mão, nesta altura estou prontinho e quase não consigo esperar até ouvir aquele ruído maravilhoso...o ruído do motor que nos vai transportar para o nosso outro mundo! Aquele mundo onde nós queremos viver, aquele mundo onde nós: VIVEMOS A VIDA VIVOS.
José Rebelo 22 Junho 2008. Palavras ditadas pelo meu coração e escritas pelos dedos escravos desta minha paixão...O Autocaravanismo em (com) a Família.

Fim de Semana 13 a 15 Junho 08, Arco iris .





Jervis Bay

Fomos até este Parque (Booderee National Park) par ir ver as baleias que passam aqui nesta altura.
Foi neste barco que navegamos á procura delas, mas o mar estava terrivelmente alto e revolto, não vimos nenhuma baleia.
Toda a gente no barco enjoou e os bilhetes foram devolvidos para tornarmos a ir numa outra altura.
Agora tenho desculpa para voltar a ir para esta zona paradisíaca, vou, melhor dizendo, vamos precisar de alguma coragem para entrar novamente neste barco.


Booderee National Park
A água estava gelada, vi centenas de peixes de todas as cores, experiencia simplesmente incrível. Pena que estou sempre a pensar que vai aparecer tubarão e então nunca fico muito tempo á espera que ele apareça.
Lalabay, a minha filha Daniela não larga este boneco.

Booderee National Park


Jun 08 Booderee National Park
Passamos 4 dias nesta zona, na primeira noite tivemos a visita deste Common Brushtail Possum.



Parques de campismo...nem sempre.


Nova adição na Autocaravana Fiat Ovation
Tanque de água de 150 litros de água limpa.

Existe esta ideia de quem compra uma autocaravana sai do stand e vai ou deve ir a correr para dentro de um parque de campismo...para assim poder usar agua, luz, etc.
Para isso, eu pessoalmente não compraria uma AC, ficava em casa onde sai mais barato.

Penso que as Autocaravanas são na maior parte das situações, desenhadas por pessoas que nunca usaram uma para poder entender as necessidades reais de quem as usa.

A minha nova AC é sem duvida uma das muitas Autocaravanas onde a preocupação do fabricante foi fazer algo moderno e atraente, claro que agora cabe-me a mim fazer dela uma AC onde seja possível viver ao ar livre...longe dos terrenos relvados onde se paga para entrar ( parques de campismo).
Nunca eu teria gasto tanto dinheiro numa viatura se não fosse pela liberdade de poder seguir o sol, acordar com o barulho do mar ou com os pássaros a lutar por um lugar na árvore.
Uma das modificações é aumentar a capacidade de água que posso transportar.



Com a adição de um tanque de 150L vou ficar com um total de 260 litros de água...agora sim já vou poder tomar banho todos os dias.
Este é um dos grandes problemas em quase todas as Autocaravanas
Por experiencia própria água nunca é demais, principalmente com 2 crianças como é o meu caso.
Decidi usar um dos espaços que tenho debaixo da cama.
Depois de terminar esta operação ficarei com (além da extra agua) espaço para toda aquela trapalhada que são os tubos, mangueiras, extensões eléctricas e tudo relacionado com a tarefa de fazer assados. Acessórios estes que nunca são facilmente acomodados e normalmente terminam todos embaralhados e enrolados nas nossas queridas cadeiras de praia.




“Para mim” este foi um trabalho fácil de executar, na realidade não é muito complicado adicionar um tanque, são claro necessários todos os acessórios (compatíveis) com os existentes ma AC.


O sistema usado aqui nesta Ac é da marca John Guest, é um sistema de encaixe infalível, corta-se o tubo na medida e encaixa-se nas junções...simples.
O tanque foi encomendado por medida, indiquei as posições das ligações requeridas e ...nada mais simples.