Fogos em Vitoria, Austrália.

7 FEV2009,

Estas duas letras que estou agora a escrever, serão ditadas pela tristeza que neste momento sinto devido aos acontecimentos trágicos, deste fim-de-semana, aqui na Austrália.
Estou a falar das altas temperaturas que aqui se fizeram sentir nas últimas duas semanas.
Para os lados de Victoria (um dos Estados da Austrália) as temperaturas subiram acima dos 43 graus, e como seria de esperar o fogo não tardou a marcar presença.
A grandeza, a ferocidade e velocidade com que tudo aconteceu, originou uma catástrofe nunca antes vista, nesta Austrália.
Não consigo imaginar que há um mês atrás, eu e a minha família estávamos a desfrutar de umas férias maravilhosas naquelas terras.
Sinto que mais uma vez tivemos sorte de não estar no sítio errado no dia errado, e por isso estou a celebrar e a agradecer a Deus, a oportunidade que nos foi concedida de continuar, todos os dias, a Viver a Vida Vivos.
O meu coração está com os familiares e amigos das cerca de 200 pessoas (neste momento 10 Fev. 09) que infelizmente estavam no sítio errado na hora errada, e por isso não se conseguiram salvar.
Este fim-de-semana (6 a 8 de Fev. 09) não foi excepção, saímos com a Autocaravana.
Fomos para sul, para os lados de Wollongong em N.S.W. Apesar de termos televisão, não demos atenção às notícias, pelo que foi com grande espanto que nos inteiramos da tragédia, no domingo à noite, quando chegamos a casa.
Daqui tirei mais uma pequena lição a qual tentarei usar nesta vida de Autocaravanista.
Ninguém pode adivinhar o que vai acontecer, mas uma ideia geral do tempo que vai fazer na zona onde iremos estar, pernoitar, etc., deve ser tomada em conta se queremos proteger a coisa mais preciosa que temos: a nossa vida.
Todas estas vítimas dos incêndios, não tiveram opção, era mesmo ali que moravam e de uma ou outra forma foram apanhadas de surpresa.
Nós que temos casas com rodas, com um pouco de sorte e alguma preparação, temos a possibilidade de, com todo o conforto, mudar de sítio e evitar o pior antes que seja tarde.
Confesso que não sei rezar, mas á minha maneira estou a pedir a Deus que neste momento ajude todas aquelas famílias que estão agora, completamente desfragmentadas, despojadas de valores e memorias, e tristemente sem vontade de viver.
Jose Rebelo.

2 comments:

DOK said...

Amigo José Rebelo só hoje é que tive oportunidade de ler este post, e em relação a essa desgraça que assolou o solo Australiano, queria deixar aqui um abraço de solidariedade a todos os que perderam algo e aliar-me nessa vontade de pedir a Deus que olhe por todos os que demais precisarem.

UM ABRAÇO

AMSBraga

Jose Rebelo said...

Caro amigo Braga, muito agradável da sua parte ter-se preocupado em comentar sobre estes fogos.
Apesar de toda esta desgraça e não se poder recuperar vidas perdidas, toda a Austrália de uma ou de outra forma está decidida a ajudar o mais possível estas famílias e por incrível que pareça (nos tempos que correm) já se conseguiram angariar 106 milhões de dólares para ajudar esta pobres almas.
Afinal ainda há esperança para este mundo que por vezes parece de todo perdido.
Um grande abraço para si e toda a sua Família.
José Rebelo e família.